Rock embalou o fim de semana em São Francisco

Fim de semana de muita música marcou a programação de aniversário dos 445 anos de Niterói e encerra, com grande animação, a Niterói Beatle Week (NBW), na orla de São Francisco, Zona Sul da cidade, que recebeu um público de milhares de pessoas. Celebração do aniversário do município vai até o dia 02 de dezembro, com o rapper Emicida, em Piratininga.

Em ritmo de samba, maracatu, balada ou puro rock and roll, o Bloco Sargento Pimenta, a banda Calangles e Os Britos fizeram a plateia de cerca de 10 mil pessoas, cantar e dançar embalada pelos os clássicos do quarteto de Liverpool, no último domingo (25.11).

Divulgação

Sob o comando de músicos consagrados, como Guto Goffi (bateria), Rodrigo Santos (vocal e baixo), George Israel (vocal, guitarra e sax) e Nani Dias (vocal e guitarra), o grupo Os Britos fechou a NBW, mostrando o rock do repertório dos Beatles, e interpretando, algumas das raras canções compostas por seus integrantes.

A grande plateia dançou e fez coro ao som de “I Saw Her Standing There”, “Long Tall Sally”, “You Can’t Do That”, “I Need You”, “Tichet to Ride”, “Help”, entre outros sucessos. A apresentação contou também com a presença de um convidado muito especial, o guitarrista niteroiense Guilherme Schwab, que junto com a banda fechou a noite com “Twist and Shout” e “Revolution”.

“Estamos muito felizes em tocar na festa de aniversário de Niterói, uma cidade que respira música. E ainda mais nesse importante festival, com essa plateia maravilhosa, lotada de beatlemaniacos, que não deixaram a gente sair do palco”, comemorou o vocalista de Os Britos, George Israel.

Divulgação

O início da festa no domingo contou com versões dos Beatles com arranjos de sambas, marcha, maracatu, entre outros, do Bloco Sargento Pimenta, que animou a galera que tomava conta das areias da praia. Ao som dos instrumentos típicos de um bloco de carnaval, acompanhados de uma guitarra cheia de efeitos psicodélicos, a batucada executou “Love me Do”, “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”, “A Hard Day’s Night”, “Como Together”, “Don’t Let Me Down”, entre outros temas. O espetáculo contou também com a participação do cover Ringer Star, sucesso da noite anterior.

“Muito bom comemorar com vocês os 445 anos de Niterói e os 50 anos do Álbum Branco dos Beatles, uma de nossas maiores referências. Ficamos muito felizes por poder representar o clima do carnaval nesse festival”, disse emocionado o vocalista do Bloco, Leandro Donner.

Logo em seguida, subiu ao palco a niteroiense The Calangles Rock Band, que traz no nome uma mistura de calango, um simpático lagarto que vive no Nordeste brasileiro, e Beatles, objeto inspirador do sexteto. Formada por Jéssica Abreu (vocal), Rodrigo Bessa (guitarra solo), Márcio Bressan (guitarra base), Rodrigo Machado (bateria), Daniel Oliveira (baixo) e Rafael Martins (teclado), a banda empolgou o público com versões bem brasileiras dos sucessos da banda de Liverpool, com pitadas de Pink Floyd, Led Zeppelin, Queen e música brasileira. Pot-pourris de “Get Back”, “Here Comes the Sun”, “Eleanor Rigby” e “Come Together” com “Tie You Mother Down”, “Money”, “Whole Lotta Love” e “Back in Black” deram a tônica do show que agitou a praia de São Francisco.

“É um sonho estar aqui com os niteroienses que abraçaram esse festival, entendendo que a mensagem dos Beatles é a de unir as pessoas. Parabéns pelos 445 anos Niterói, essa terra que nos abençoou e abriu as portas para o mundo”, celebrou Jéssica Abreu, vocalista do Calangles.

Ao fim do show do Calangles, integrantes de várias bandas que participaram da Niterói Beatle Week (NBW) subiram ao palco para cantar “Hey Jude”, levando o público ao delírio. O NBW promoveu 7 dias de música em diversos palcos pela cidade. Foram 65 horas de muito som com a participação de 74 bandas de todo o país, além de atrações internacionais.

 

Dalto, Bloody Mary e Ringer Star agitaram o sábado

No sábado (24.11), a banda niteroiense Bloody Mary, o cantor Dalto e, a atração internacional, Ringer Star, embalaram a orla de São Francisco, colocando mais de 5 mil  pessoas para cantar.

Considerado pela crítica especializada como o melhor cover do Ringo Starr de todos os tempos, o músico norte-americano Ringer Star foi a última atração da noite de sábado e estava acompanhado pela banda niteroiense Bezzouros.

Divulgação

Para delírio da plateia, Rodrigo Toledo (guitarra e vocais), Daniel de Almeida (guitarra, violão e vocais), Victor Nogueira (teclado, guitarra e vocais), Glauco Velloso (contrabaixo) e Lós Ferreira (bateria e vocais) entoaram os primeiros acordes para Ringer iniciar seu show com “Yellow Submarine”. Esbanjando simpatia, contando histórias suas e dos quatro rapazes de Liverpool, o músico fechou a noite em grande estilo com “With a Little Help from My Friends”, do lendário álbum “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”.

Demostrando muita animação em poder cantar no Festival, Ringer Star acompanhou com atenção, os shows de abertura. Cantarolando e dançando, não cansava de repetir, arriscando um português carregado: “Paz e amor, Niterói. Eu amo vocês. É muito bom estar aqui. O Beatle Week está excepcional, muitas bandas fantásticas, e foi maravilhoso tocar essa noite no palco principal, com esse cenário todo especial”, destacou Ringer Star.

Quem abriu a noite de 24 foi a banda niteroiense Bloody Mary, que mostrou versões dos Beatles para seu estilo vintage-retrô. Mariana Oliveira (vocais), Marcus Ramalho (baixo acústico), Daniel Bessa (teclado), Lincoln Castro (sax), Nathan Oliveira (violino), Felipe Braga (guitarra) e Eduardo Manu (bateria) deram um tom mais dançante à noite. “Lady Madonna”, “Obladi oblada” e “Act Naturally” foram alguns dos sucessos dos Beatles, intercalados com músicas do repertório da Bloody como “Blue Suede Shoes” e “Hit The Road Jack”.

Para Mariana Oliveira, foi uma emoção enorme tocar na cidade onde ela vive e onde nasceu a Bloody Mary. “Foi muito especial tentar, da melhor maneira possível, representar a cidade. Mais uma vez cantar no aniversário do município, em um palco desse tamanho, na Praia de São Francisco, com essa galera maravilhosa, energia linda, cantando Beatles, não tem palavras que descrevam a emoção que é esse momento”, destacou a vocalista, visivelmente emocionada.

A segunda atração da noite de sábado foi o cantor e compositor niteroiense Dalto. Apaixonado pelos Beatles, que conheceu ainda na adolescência, o músico, sempre acompanhado por um emocionante coro, mostrou clássicos do quarteto homenageado, além de consagradas canções de sua carreira. Acompanhado por Felipe Martins (bateria), Luiz Farah (teclados), Marquinhos Gusmão (guitarras), Juliano Cândido (baixo) e pelo seu parceiro da banda Lobos, Cássio Tucunduva, Dalto abriu o show com “Eleanor Rigby”, emendando uma sequência com “Hey Bulldog”, “Drive My Car” e “Got to Get Into My Life”. “Pessoa”, “Anjo” e “Muito Estranho”, foram alguns de seus sucessos que fizeram parte do setlist, tornando o clima mais romântico.

“Adoro tocar em Niterói, um lugar que amo e que tem um público altamente musical. Fico muito à vontade em cantar nas comemorações dos 445 anos de sua fundação. E ainda por cima tocando Beatles, que é uma forma de mostrar a música com melodia”, ressaltou Dalto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline