Alameda São Boaventura será revitalizada

A Alameda São Boaventura, no Fonseca, será revitalizada. O projeto, que será realizado pela Prefeitura de Niterói, prevê um moderno corredor de transporte, a implantação de ciclovia, calçadas acessíveis, novo paisagismo, iluminação de LED, além da macrodrenagem da bacia do canal que corta a via. A previsão é de que o lançamento do edital aconteça em novembro e as obras sejam iniciadas no primeiro trimestre de 2019.

“Queremos melhorar a mobilidade, propiciar uma melhor performance dos transportes e melhorar a qualidade urbana da cidade. Durante a nossa gestão, temos trabalhado pela recuperação dos espaços públicos para que os cidadãos se apropriem deles. Fizemos isso em locais como o Teatro Popular, o Reserva Cultural e os skateparks do Horto do Fonseca e de São Francisco”, afirma o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves.

O prefeito Rodrigo conta que o investimento nas obras, que virá de recursos próprios do município, está sendo calculado e será divulgado após a finalização do projeto. Neves explica que serão apresentados dois orçamentos: um que contempla todas as intervenções anunciadas e outro que inclui a implantação da rede de fiação subterrânea.

Atualmente, a Alameda São Boaventura recebe aproximadamente 25 mil veículos por dia. Nos horários de rush, a via chega a registrar 3,3 mil veículos por hora. O secretário municipal de Obras, Vicente Temperini, enfatiza que o projeto de revitalização tem como objetivo melhorar a circulação de carros e ônibus, criar nova infraestrutura adotando um conceito sustentável com a implantação de uma ciclovia nos dois sentidos da via e a aposta no paisagismo para as áreas urbanas priorizando espaços verdes e áreas de lazer.

Divulgação

As estações de ônibus serão remodeladas, como explica Temperini: “O projeto prevê a melhoria no ângulo de entrada dos coletivos. As estações terão um sistema que permitirá aos passageiros acompanhar as linhas de ônibus. Os usuários poderão acionar a linha que precisam embarcar, com isso, nem todos os veículos precisarão acessar as baias, dando maior dinâmica ao fluxo de coletivos na via”.

De acordo com Temperini, em toda a extensão da Alameda, que tem três quilômetros, as calçadas serão readequadas seguindo as normas de acessibilidade e as áreas de lazer receberão novo mobiliário e mais espaços com jardins. “Queremos melhorar não só o visual, como mais áreas verdes como também a acústica da via”, diz o secretário, ressaltando que o canal que corta a via terá um projeto de macrodrenagem que permitirá eliminar os alagamentos em caso de chuva.

Divulgação

A ciclovia será outro destaque deste projeto, sendo implantada dos dois lados da via. Mais uma novidade que promete chamar a atenção de quem passar pela Nova Alameda é a quadra poliesportiva que será construída na área localizada embaixo do viaduto no Ponto Cem Réis. As vigas de sustentação do viaduto também ganharão jardins verticais.

Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline