Vencedores do edital de fomento ao audiovisual serão divulgados nos próximos dias

Foram mais de 300 inscritos e 41 projetos selecionados

Nos próximos dias, a Secretaria Municipal de Cultura divulgará os vencedores do edital de fomento às produções audiovisuais em Niterói. Foram mais de 300 inscritos e 41 projetos foram selecionados. Ontem (30) pela manhã, o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, visitou as obras da sala multiuso do Centro Petrobras de Cinema, em São Domingos, e também celebrou os dois anos da Parceria Público Privada (PPP) com o Reserva Cultural.

O edital, em parceria com a Ancine, foi lançado em abril com investimento de R$ 6 milhões para diferentes linhas de ação, como produção de obras cinematográficas de longa, curta e média metragem, telefilmes, obras seriadas para TV, entre outros.

“Niterói está se consolidando como um polo de referência para o setor audiovisual. O cinema e o audiovisual tem tudo a ver com Niterói, cidade que terá o primeiro museu do cinema brasileiro. O município tem capital humano que inova e produz muito neste segmento. Acredito muito na economia criativa”, afirmou Neves.

A subsecretária municipal de Cultura, Danielle Barreto Nigromonte, conta que foram recebidas muitas inscrições de pessoas da cidade, de municípios do interior e da própria capital. “Temos uma grande diversidade neste resultado. Neste edital, as pessoas terão que filmar em Niterói e as temáticas são relacionadas a Niterói. São 12 linhas de ação”, explicou Danielle.

Durante a visita às obras da sala multiuso do Centro Petrobras de Cinema, Rodrigo Neves lembrou que este será o maior auditório da cidade com capacidade para mais de 500 pessoas. A previsão é de que as intervenções sejam concluídas no fim deste ano.

“Este espaço vai homenagear este grande niteroiense, que foi o cineasta Nelson Pereira dos Santos. A sala faz parte do complexo do Museu do Cinema. A previsão é de que o museu fique pronto em 2020, e vai contar a história do cinema e da cultura brasileira. Vai ser o primeiro museu interativo de Niterói e o primeiro museu de cinema do Brasil. Estamos levando muito a sério a visão de transformar Niterói na capital do cinema. É uma atividade indutora, com geração de emprego e renda”, enfatizou Neves.

Para o secretário municipal de Cultura, Marcos Gomes, essas conquistas representam um marco para a cidade. “Niterói foi a cidade que teve o primeiro curso de cinema criado pelo Nelson Pereira dos Santos, que está completando 50 anos agora em 2018. Temos tudo para sermos grande referência neste segmento”, disse Gomes.

Parceria – O prefeito também celebrou os dois anos da PPP com o Reserva Cultural e ressaltou que acredita muito nas PPPs como instrumento para alavancar investimentos na infraestrutura e na qualidade de vida. Neves lembrou, ainda, que Niterói é hoje á cidade com a maior proporção de salas de cinema por habitante do Brasil.

“O Reserva Cultural é um espaço que revitalizamos através de uma PPP há dois anos e que já se converteu em um dos principais equipamentos culturais dos niteroienses. Esse projeto ficou parado durante muito tempo e como não cabia à Prefeitura administrar cinema, fizemos esta PPP. Com isso, conseguimos captar investimentos do setor privado e hoje temos aqui bistrô, galeria de arte, lojas, livraria, além de cinco salas de cinema”, frisou Neves, ressaltando que a cidade também está se tornando cada vez mais cenário para produções brasileiras. “Só este ano, receberá  filmagens de Luiz Carlos Barreto e Cacá Diegues, além de cenas do filme infantil Detetives do Prédio Azul, entre outras”, acrescentou.

Foto: Leonardo Simplício  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline