Horto do Fonseca ganha um Ecoponto para coleta seletiva

O prefeito Rodrigo Neves anunciou ontem(04) durante a abertura do Ecoponto do Horto do Fonseca, que até o fim deste ano, a Companhia de Limpeza de Niterói (Clin) vai implantar quatro novos Ecopontos no município. A unidade do Horto do Fonseca será a oitava em funcionamento na cidade.

O programa de Ecopontos teve início em 2005. Estes locais funcionam como ponto de coleta do resíduo reciclável gerado nas residências, lojas ou escritórios (plástico, papel, vidro e papelão), além de pilhas e óleo. A partir de 2008, foi firmada uma parceria com a Enel e os moradores da cidade passaram a obter descontos na conta de luz ao entregar material para reciclagem.

O prefeito Rodrigo Neves destacou as iniciativas que vem sendo adotadas para a ampliação da coleta seletiva e lembrou que a cidade ficou em primeiro lugar no Estado do Rio e em segundo no ranking nacional do Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana (Islu), no qual foram avaliados 3.049 municípios de todo o País, incluindo as capitais. Niterói obteve excelentes índices ficando atrás somente da cidade de Maringá, no Paraná.

“A reciclagem é um importante passo para construir uma cidade sustentável. A atividade também proporciona geração de renda e emprego. Com a implantação e conscientização da importância da coleta seletiva estamos criando também uma atividade cidadã”, enfatizou Rodrigo Neves.

De janeiro a maio deste ano, os Ecopontos da Clin já receberam mais de 175 toneladas de material reciclável. Hoje, aproximadamente 4.800 pessoas estão cadastradas nos pontos de entrega voluntária disponibilizados em sete bairros. O material mais arrecadado nesses pontos de coleta é o papel e, em segundo lugar, está o plástico.

“O destino adequado dos resíduos é de extrema importância para o meio ambiente. É fundamental que a população exerça sua cidadania adotando esta prática consciente. Também estamos otimizando as rotas existentes da coleta seletiva porta-a-porta e inclusão de novos roteiros”, disse o presidente da Clin, Luiz Fróes.

Operados por funcionários da Clin, os Ecopontos recebem os resíduos, que em seguida são pesados. O valor que seria pago pelo material é revertido em desconto na conta de luz do contribuinte no mês seguinte. Para participar, o contribuinte leva seu resíduo reciclável, já separado por tipo, ao posto de coleta mais próximo e se cadastra com a conta de luz. Lá será calculado o valor do bônus e emitido um cartão. É possível realizar quantas trocas quiser durante o mês e o desconto será creditado na próxima conta de luz.

“Esta parceria entre a Clin e a Enel representa a união de esforços, trazendo benefícios para a população e para o meio ambiente, com a destinação adequada dos resíduos produzidos”, acrescentou a executiva de governo da Enel, Michele Dias da Costa. De acordo com a Enel, em Niterói, já são mais de R$ 800 mil em bônus na conta de luz de mais de 32 mil clientes da concessionária na cidade.

 

Confira o endereço dos Ecopontos: 

– Icaraí: Rua Irineu Marinho, 466, (esquina com Avenida Ary Parreiras)

– Barreto: Horto do Barreto (R. Pres. Craveiro Lopes, 98)

– Largo da Batalha (Rua Leonor da Glória, s/nº)

– Engenhoca: Avenida João Brasil, s/n° (em frente à Policlínica da Engenhoca)

– Piratininga: Av. Raul de Oliveira Rodrigues s/n° (Cafubá)

– Itaipu: Rua O, s/n° (ao lado da Estação de Tratamento de Esgoto)

Santa Bárbara: Rua Doutor Luiz Felipe de Moraes Lamego, 490

– Fonseca: Horto do Fonseca (Alameda São Boaventura, 770)

 

Fotos: Luciana Carneiro 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline