Show de Marcus Lima no Violette Bistro em Icaraí

Marcus Lima toca pela primeira no Violette Bistro, segundo piso da Premier Wine (antigo Grand Cru), em Icaraí. Ele estará acompanhado de Fernando Merlino ao piano e apresentará um repertório em homenagem aos 60 anos da bossa nova, hoje(15) a partir das 20h.

Cantor e compositor carioca, em sua trajetória profissional, Marcus Lima participou e venceu importantes festivais do país entre eles o Fempop em Bauru (SP), Festival da Canção de Boa Esperança em Minas Gerais, Festival de Música e Ecologia de Angra dos Reis-RJ em 2005/2006 e o Botucanto 2008 em Botucatu-SP. Participou do Projeto Novo Canto 2000 e lançou três CDs, o primeiro “Batismo do Mar” 1997, o segundo “Quem Canta” 2004, este último indicado em três categorias para o prêmio TIM de Música 2005. Em final de 2008, lançou seu terceiro CD “Marcus Lima”, com canções na sua maioria sambas de sua autoria e parcerias com Márcio Proença, Paulinho Tapajós e Elisa Lucinda.

Em 2010, foi contemplado com mais uma vitória em festival, desta vez o VII Femuvre em Volta Redonda-RJ, ganhando também o prêmio de melhor intérprete. Nesse ano também recebeu a presença carinhosa da cantora Alcione no palco do Teatro Carlos Gomes para interpretarem juntos no projeto “Sete em Ponto”, o samba de sua autoria ”O sono dos Justos”, que ela gravou e que faz parte de um de seus álbuns.

Em 2012, participou e foi mais uma vez premiado numa importante mostra de samba que acontece anualmente em São Paulo: o SP Exposamba, dentre mais de 1000 sambas inscritos de todas as regiões do Brasil. Neste ano também recebeu um convite da FGL Music, gravadora francesa, para gravar um CD em Paris interpretando clássicos da Música Popular Brasileira e juntamente com mais dois músicos brasileiros radicados lá, o compositor também teve seu samba “Nova Paixão”, parceria com Márcio Proença, incluído no CD que foi lançado virtualmente no ano de 2014.
Em meados desse mesmo ano, foi convidado a fazer uma mini-temporada em terras nórdicas se apresentando no Oslo Opera House com o show “Sambadrome”, produzido pelo Concerts Noruega em parceria com o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Noruega e que contou ainda com a participação do Pandeiro Repique Duo, com Gabriel Policarpo e Bernardo Aguiar numa performance em conjunto, divulgando a nossa cultura e a música brasileira.

Em 2015 foi mais uma vez convidado para participar do intercâmbio Brasil-Noruega, desta vez nas escolas de Oslo e arredores, efetuando um total de 25 concertos. Paralelo às atividades nos palcos, seja em seu show autoral, nos festivais pelo país ou mesmo no show de música e poesia que divide com sua parceira Elisa Lucinda, o compositor resolveu apostar num novo formato de gravação e, como uma entressafra musical, ele com o apoio e parceria do IMMUB – Instituto de Memória Musical, lançou em 2013 seu primeiro EP de nome “Plano B”, com apenas cinco músicas, com produção de Arthur Maia e João Carlos Carino e participação especial de Elisa Lucinda na faixa que abre o EP além de “Deixa Aberta”, canção de seu segundo cd, vencedora de vários festivais de música e sempre pedida nos shows do compositor.
Neste último ano, duas de suas canções entram numa nova seara: as telas de cinema, trazendo uma nova perspectiva musical, nacional e internacional para o compositor. A balada “Deixa Aberta” foi incluída na trilha sonora do filme de produção luso-brasileira “Alguém Como Eu” e teve estreia simultânea.

E para finalizar 2017, o artista foi o vencedor da 2a Edição do Concurso Lefê de Samba, com seu samba “Seu Damião”, no concurso que aconteceu dentro das atrações da Feira Carioca do Samba, evento promovido pela Zambo Produções e MDM.
O couvert artístico custa R$ 15 e o Violette Bistro fica na Rua Castilho França, 36 em Icaraí. Mais informações pelo telefone (21) 3674-3232.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *