Exposição Fluxos fica até maio no Reserva Cultura Niterói

O Reserva Cultural Niterói, em São Domingos, está com nova exposição: Fluxos – Fotografia de Luiz Baltar, mostra que estará disponível para visitação até dia 13 de maio, sempre das 12h às 22h. Para Luiz Baltar, fotografar a cidade não é apenas o resultado de pesquisa estética. Para esse fotógrafo engajado com as causas sociais que o cercam, fotografar tem sido uma forma de atuação junto aos territórios onde vive, trazendo questões relevantes de dentro dos locais onde circula: centro, zona norte e periferia do Rio de Janeiro, espaços pouco representados e distantes dos símbolos icônicos que marcam internacionalmente a imagem o Rio de Janeiro.

Seus registros resignificam espaços urbanos estigmatizados e evidenciam uma cidade ao mesmo tempo reativa e colaborativa. Ganhador dos principais prêmios de fotografia do ano de 2015 (Prêmio Conrado Wessel e Prêmio Brasil), o percurso de Luiz Baltar inicia-se na Escola de Fotógrafos Populares da Maré oito anos antes. Seu trabalho singulariza-se quando começa a documentar seu caminho de casa para o trabalho – com o celular – todos os dias de dentro do ônibus. Nas etapas seguintes, esse trajeto é compilado numa única imagem em formato panorâmico sem a preocupação de refazer de forma literal os locais por onde passa.

Uma grande parte do meu dia passo dentro de um coletivo, sacrifício que tendo amenizar colecionando imagens e criando paisagens imaginárias. Essa foto jamais poderá ser usada para ofender a imagem do fotografado, atentar contra sua honra e dignidade. Seu uso destina-se a fins jornalísticos, informativos, educativos, artísticos e em campanhas humanitárias. Proibida a utilização sem autorização do autor. Para usa-la, entre em contato com lbaltar@gmail.com. Essa foto está resguardada por direitos autorais

A série FLUXOS incorpora repetições e cria espaços inusitados em preto e branco. Dessa forma, abre janelas para espaços e tempos alternativos sem perder as principais referências da cidade. A paisagem vista por quem transita nas vias expressas é redesenhada através do ritmo obtido, uma crônica visual do cotidiano de muitos cariocas. Baltar faz de sua arte um movimento em que o pensar e o sentir se integram no olhar, deslocando nossos sentidos e nossas experiências. Propõe um novo modo de olhar a cidade para compreendê-la em sua dimensão alteritária onde cada existência humana é única e singular ao mesmo tempo em que é plural e coletiva.

O Reserva Cultural fica na Av. Visconde do Rio Branco, 880 em São Domingos e a entrada é gratuita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline