Projeto Vencendo a Mente e Coletivo Virgínia Bicudo organizam bate-papo gratuito sobre saúde mental em Niterói

Objetivo é reduzir estigmas sobre doenças mentais e contribuir com a inclusão

O projeto Vencendo a Mente, sobre saúde mental, e o Coletivo Virgínia Bicudo – grupo de apoio não-terapêutico para pessoas com ansiedade generalizada, síndrome do pânico e depressão –realizam no dia 25 de fevereiro a partir das 10h30 um bate-papo sobre saúde mental e emoções em Niterói. O evento é gratuito e será realizado no Centro Cultural Paschoal Carlos Magno, no Campo de São BentoIcaraí. O encontro tem como objetivo aproximar a discussão sobre transtornos mentais da população e incentivar o diálogo aberto e sem preconceitos sobre o tema.


De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 25% da população mundial tem algum transtorno mental. “Mesmo assim, o tema é pouco debatido, e estigmas e preconceitos acabam impedindo muitas pessoas de buscarem ajuda. Precisamos naturalizar as conversas sobre saúde mental, e este evento aberto é uma grande oportunidade para isso”, diz a realizadora do projeto Vencendo a Mente, Dyene Galantini. Hoje executiva de sucesso em uma multinacional, Dyene tem transtorno bipolar e escreveu uma autobiografia sobre o assunto. No encontro, ela contará sobre como foi receber o diagnóstico, o tratamento e os motivos que a levaram a lançar o projeto Vencendo a Mente.

Para Carol Maciel, a proposta é humanizar e acolher não só os que têm transtornos mentais, mas também familiares, amigos e qualquer pessoa que tenha interesse neste assunto. “Uma das premissas do Coletivo é trazer o debate para espaços públicos, para democratizar a discussão sobre saúde mental”, diz. Carol é fundadora do Coletivo Virgínia Bicudo, e no evento falará sobre emoções e alcoolismo.

Durante o encontro, os participantes poderão compartilhar suas próprias experiências e trocar informações com Dyene e Carol. No evento, também haverá venda de exemplares da autobiografia de Dyene, “Vencendo a Mente – como uma executiva de sucesso superou o transtorno bipolar”.

A participação no bate-papo é gratuita e não requer inscrição. Basta comparecer ao local no horário marcado.

Vencendo a Mente
O projeto Vencendo a Mente é formado por uma autobiografia de Dyene Galantini – que convive há dez anos com transtorno bipolar – informações online, atividades presenciais e em breve grupos de apoio.

A jornada de descoberta e tratamento do transtorno mental em direção a uma vida feliz e produtiva é descrita no livro “Vencendo a Mente – Como uma executiva de sucesso superou o transtorno bipolar”. Na obra, Dyene relata como o transtorno dava sinais desde a infância, até se revelar por completo em crises de depressão profunda seguidas por picos de euforia e produtividade. O livro também narra a aceitação do difícil diagnóstico, o tratamento – que incluiu internação em hospital psiquiátrico – e a convivência com o transtorno. O livro foi feito a partir de diários que Dyene escreveu, de forma terapêutica, na época do tratamento. Está disponível em ebook e cópia física à venda na Amazon.

Além do livro, o projeto “Vencendo a Mente” disponibiliza informações sobre saúde mental em seu site e mídias sociais, organiza encontros presenciais – como este em Niterói – , apoia oficinas em hospitais psiquiátricos e irá abrir, em breve, um grupo de apoio para pessoas com transtornos mentais e seus familiares. Para mais informações, acesse: www.vencendoamente.com.br.

Coletivo Virgínia Bicudo
O Coletivo Virgínia Bicudo nasceu em Niterói, Rio de Janeiro, com a proposta de valorizar a fala e a escuta atenta de pacientes, seus respectivos familiares e demais interessados pelo tema da saúde mental focando no que pode ser feito para ajudar na qualidade de vida e bem-estar, nesse processo vivenciado pelo indivíduo. A proposta do Coletivo é contribuir com a mudança da perspectiva do olhar sobre a saúde mental, como por exemplo, a observação do estilo de vida e dos sinais que o corpo apresenta quando algo não vai bem. Além disso, tem como objetivo tratar o assunto à luz da cidadania, com participação popular, em espaço público, de forma democrática e com trocas multidisciplinares.

SERVIÇO
Bate papo sobre saúde mental
Data: 25 de Fevereiro de 2018
Horário: a partir das 10h
Local: Centro Cultural Paschoal Carlos Magno – Rua Lopes Trovão, s/nº – Campo de São Bento, Icaraí, Niterói.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline