Por 55 a 13 senado aprova o decreto de intervenção federal no Rio

Por volta das 23:50 desta terça-feira o senado aprovou por 55 votos a 13 e 1 abstenção o decreto que autoriza a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro. O decreto agora vai ser publicado no Diário Oficial da União. Com a aprovação da medida pelos deputados e, agora, pelos senadores, o governo federal foi autorizado a nomear um interventor no estado devido ao “grave comprometimento da ordem pública”, como solicitado pelo presidente Michel Temer na última sexta-feira (16).

A votação no Senado durou pouco mais de três horas, a metade do tempo utilizado pela Câmara para discutir e aprovar o decreto, por 340 votos a 72, na madrugada de hoje (20). É a primeira vez que a União intervém em um estado desde 1988.

Durante a sessão, cinco oradores discursaram favoravelmente ao decreto, e cinco contra. Além de questões de ordem para que a votação não ocorresse, a oposição solicitou a criação de uma comissão externa temporária para fiscalizar os desdobramentos da intervenção.

Após a confirmação dos parlamentares, cabe agora ao presidente do Congresso, Eunício Oliveira (MDB-CE), publicar um decreto legislativo referendando o decreto e autorizando a nomeação do general Walter Braga Netto.

Brasília – Sessão extraordinária do Senado para votar o decreto de intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

INTERVENÇÃO FEDERAL ::

O Presidente Michel Temer decidiu decretar intervenção federal na segurança pública do Estado do Rio de Janeiro. A medida foi anunciada após uma longa reunião no Palácio do Alvorada na noite da última quinta-feira(15), que contou com a presença do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, dos ministros Raul Jungmann, da Defesa, Torquato Jardim, da Justiça, Sérgio Etchegoyen, do Gabinete de Segurança Institucional, Henrique Meirelles, da Fazenda, Dyogo Oliveira do Planejamento e Moreira Franco, da secretaria geral da presidência. Além dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia e do senado, Eunício Oliveira.

Essa medida prevê que as Forças Armadas assumam a responsabilidade do comando da segurança no Estado. A decisão ainda terá que passar pelo Congresso Nacional.

Temer designou também que o General Walter Souza Braga Neto, do Comando Militar do Leste, será o interventor.

ASSISTA A ASSINATURA DO DECRETO ::

ONDA DE VIOLÊNCIA EM NITERÓI ::

No carnaval a Cidade de Niterói ficou aterrorizada com a violência. Na madrugada da quarta-feira de cinzas, quatro homens fortemente armados assaltaram clientes e levaram dinheiro do caixa da lanchonete Matinatta, na Rua Moreira Cesar. Na sexta-feira dia (09/02) a loja da Claro também na Moreira foi roubada. No domingo o assalto aconteceu na padaria Pão & Etc. Dias antes cinco bandidos fortemente armados invadiram um restaurante na Rua Presidente Backer. No dia (12/02) bandidos fizeram um arrastão na Rua Vereador Duque Estrada, em Santa Rosa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline