Rebelião com 18 reféns em presídio no Rio de Janeiro

Chegou ao fim no início desta madrugada(19) a rebelião no presídio Milton Dias, em Japeri, na Baixada Fluminense. A rebelião teve início após uma tentativa de fuga. Foram no total 18 reféns, dentre eles, 8 agentes penitenciários e 10 internos.

Imagem de helicóptero da PM mostra movimentação no terraço do Milton Dias (Foto: Reprodução)

Segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), não há mais reféns em poder dos detentos e três armas que estavam com os presos foram entregues.

A Tropa de Choque e o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar do Rio de Janeiro foram acionados para conter a rebelião iniciada no fim da tarde de ontem (18).

Em nota, a SEAP informou que na tarde deste domingo inspetores de segurança e administração penitenciária frustraram uma tentativa de fuga de internos da unidade prisional. Em seguida, os internos iniciaram um motim.

O secretário de Administração Penitenciária, David Anthony Gonçalves Alves, ativou o centro de crise no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC). A secretaria informou também que o Grupamento de Intervenção Tática (GIT) e o subsecretário de Gestão Operacional estão no local, com o apoio do Batalhão de Choque e diversas unidades da Polícia Militar.

A rebelião ocorre no mesmo dia em que a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) informou que antecipou “medidas de controle” nos presídios do estado para impedir eventuais reações da população carcerária à intervenção federal na segurança pública do estado, decretada na última sexta-feira (15).

“Uma série de medidas operacionais foram adotadas, com o objetivo de impedir as instabilidades no sistema carcerário”, informou, em nota, o secretário de Administração Penitenciária, David Anthony.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline