Planejamento estratégico é destaque no Café Empresarial da CDL de fevereiro

“Se você não sabe aonde quer ir, qualquer caminho serve”. A frase do matemático e romancista, entre tantos outras tantas outras qualificações, Lewis Carroll, foi usada por Jorge Elias Milhem, palestrante convidado para o Café Empresarial da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), realizado nesta terça-feira, 6, em Itaipu, na Região Oceânica de Niterói, para abrir o tema do encontro: planejamento estratégico.

O evento, único realizado no mês de fevereiro por conta do carnaval, foi marcado ainda pelo anúncio do curso Empretec, cuja palestra inicial, gratuita e aberta a todos os interessados, acontece no dia 22, às 19h, na sede da CDL; e a convocação do presidente da entidade, Luiz Vieira, para que os empresários estejam atentos aos novos projetos em tramitação na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

Segundo o presidente, está sendo discutida na assembleia a proposta de cobrança de taxa para a atuação da Polícia Militar em eventos, e esse assunto deve ser acompanhado, pois poderá onerar os comércios. Conforme informações divulgadas no site da Alerj, o projeto de Lei 2.014/2016, de autoria do deputado Rosenverg Reis, encontra-se sob avaliação das comissões de Economia, Tributação e de Segurança Pública.

“Estão querendo onerar a gente com mais uma taxa, precisamos nos informar sobre esse projeto, acompanhar as discussões e estar preparados para, se for preciso, seguir em comissão até a Alerj para articular com os parlamentares sobre as consequências de mais essa cobrança para o setor produtivo”, afirmou Luiz.

Após citar o trecho do livro Alice no País das Maravilhas, o palestrante, que é economista e especialista em planejamento e Comércio Exterior, entrou no tema explicando que o planejamento estratégico – e não simplesmente planejamento – é fundamental, porque, segundo ele, hoje vivemos em um ambiente “VUCA”. Ainda de acordo com Jorge, o termo, nascido no âmbito militar e que traduzido do inglês define um ambiente volátil, incerto, complexo e ambíguo (Volatile, Uncertain, Complex, Ambiguous), estabelece a grande realidade do mercado atual, e que para se estabelecer nesse ambiente, saber planejar é um grande requisito.

“Não bastasse esse ambiente, que é considerado normal pelos especialistas, e para o qual precisamos nos adaptar, ainda temos os problemas políticos e econômicos do país. E é somente por meio do planejamento estratégico que se torna possível definir aonde você quer chegar em meio a tanta incerteza. E quando falo em planejamento costumo extrapolar o padrão ‘missão, visão, valores’ a ponto de questionar, inclusive, sobre lucratividade, conhecimento dos funcionários sobre as metas da empresas, etc.”, destacou o palestrante.

Para fechar, o economista apresentou aos participantes do Café algumas plataformas digitais que podem auxiliar os empresários na construção de seus planejamentos estratégicos, de forma prática e assertiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline