Bruno Lessa promove homenagem ao Jubileu de Ouro da Policlínica Militar de Niterói

Celebrando o Jubileu de Ouro amanhã, sexta-feira (2), a Policlínica Militar de Niterói será homenageada na Câmara Municipal pelo vereador Bruno Lessa (PSDB).

A solenidade acontece no mesmo dia de sua fundação, ocorrida há 50 anos.  Na mesma noite, o atual diretor da unidade, Coronel Leal, irá receber a medalha Albert Sabin. A honraria é entregue a médicos que se destacaram por suas trajetórias profissionais em prol da comunidade. O início da Sessão Solene está marcada para às 18 horas, no Plenário Brígido Tinoco.

“É uma merecida homenagem. São 50 anos de história. Esta noite é um reconhecimento à uma instituição sediada em Niterói que presta um trabalho de excelência,” disse Lessa.

Vereador Bruno Lessa(PSDB)

Criada para atender militares da ativa, inativos, pensionistas e seus dependentes, bem como funcionários civis e seus dependentes, a Policlínica presta assistência nas áreas médica, odontológica e laboratorial, a nível ambulatorial e de pronto atendimento (24 horas).

Para o diretor Cel. Leal, esses atendimentos prestados na PoMN ajudam a desafogar as unidades públicas de saúde do município. São mais de 32 mil usuários cadastrados. A Policlínica promove ainda uma série de atividades administrativas, sociais, técnicas e apoios operacionais, entre palestras e entrega de donativos aos mais necessitados.

Reconhecida, em todo país, no âmbito do Exército Brasileiro e do Ministério da Defesa como padrão de referência da gestão Técnico Administrativa, possui diversos prêmios de Gestão.

A Policlínica também oferece cursos de capacitação aos soldados. No final do ano passado, aconteceu mais uma formatura do Curso de Auxiliar e Saúde Bucal (ASB): “Esses jovens ganham uma profissão. Esse curso é reconhecido pelo Conselho Regional de Odontologia do Rio de Janeiro (CRO-RJ), e a capacitação integra o Projeto Soldado Cidadão”, explicou o diretor.

HISTÓRICO DA UNIDADE

A Policlínica Militar de Niterói (PoMN) foi criada pelo Decreto-Lei N°62.220, em 2 de fevereiro de 1968, em Niterói, então capital do Estado do Rio de Janeiro, antiga província fluminense no Império.

Sua criação visa ao atendimento dos militares da ativa, inativos, pensionistas e seus dependentes, bem como funcionários civis e seus dependentes residentes na Guarnição de Niterói e áreas do entorno (alcançando locais como Macaé, Campos e Vitória), desafogando, assim, o grande fluxo de pacientes que se dirigiam ao Hospital Central do Exército (HCE).

A implementação da unidade também teve como escopo a execução de remoções médicas de usuários dos municípios de Niterói e São Gonçalo para o HCE e daqueles que necessitam de tratamento de emergência e regime de internação.

Antes da construção da Policlínica, havia sido instalado no logradouro o Gran Circus Americano, o qual protagonizou uma das maiores tragédias da cidade e do País: o circo, que havia estreado sua série de espetáculos no dia 15 de dezembro de 1961, foi acometido por um grave incêndio, acidente que ceifou centenas de vítimas – em sua maioria crianças -, no dia 17 de dezembro de 1961.

O trágico episódio, que completou cinquenta anos no dia 17 de dezembro de 2011, foi objeto da inauguração de um memorial. O monumento, provido de uma placa cujas palavras inscritas reportam-se à expressão do sentimento de respeito à dignidade humana, representa a índole que inspirou a própria criação da unidade e que norteia diariamente a atuação de seus profissionais, de modo que a consecução de sua atividade-fim possa não apenas manter a vida, mas também contribuir, substancialmente, na melhoria de sua qualidade, em prol do permanente bem-estar da Família Militar.

A Policlínica tem como missão prestar assistência nas áreas médica, odontológica e laboratorial, a nível ambulatorial e de pronto atendimento (24h), promovendo a melhoria da qualidade de vida do militar e de sua família no âmbito da 1 ª RM, em especial na Guarnição de Niterói e adjacências. Atualmente, presta remoções médicas de usuários no âmbito de 31 (trinta e um) municípios.

A PoMN atende ambulatorialmente nas especialidades de Angiologia, Cardiologia, Clínica médica, Dermatologia, Endocrinologia, Fisiatria, Gastroenterologia, Ginecologia / pré-natal, Neurologia, Oftalmologia, Ortopedia, Otorrinolaringologia, Pediatria, Radiologia, Urologia, Laboratório, Fisioterapia, Fonoaudiologia/audiometria, Nutricão e Psicologia.

O parque tecnológico é de última geração e permite realizar os seguintes exames: Tomografia Computadorizada, Ecocardiograma, Eletrocardiograma, Teste ergométrico, Holter, M.a.p.a, Ultrassonografia, Densitometria Óssea e Mamografia.

A Policlínica possui uma Divisão Odontológica com quinze gabinetes, que atende saúde coletiva (pronto atendimento e periodontia básica), cirurgia, disfunção têmporo-mandibular, endodontia, implantodontia, ortodontia, periodontia, prótese e radiologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline