Rodrigo Neves visita o Centro de Tratamento de Resíduos, no Morro do Céu

Na manhã desta terça-feira (21/11), o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, acompanhado do secretário executivo, Axel Grael, fez uma visita técnica para a conclusão da obra do Centro de Tratamento de Resíduos (CTR), no Morro do Céu. Niterói produz, em média, 600 toneladas de resíduos por dia. Desse total, cerca de 200 toneladas são resíduos de poda e varrição, e apenas esses serão encaminhados ao novo CTR, os dados são da Prefeitura de Niterói.

O prefeito destacou que esta obra representa um grande avanço para a recuperação daquela área e que uma de suas metas é tornar Niterói um exemplo no que diz respeito à sustentabilidade. Para o novo CTR foram investidos R$ 15 milhões, sendo R$ 8 milhões em obras e R$ 7 milhões em desapropriações.

“Hoje é um dia histórico para a cidade e, principalmente, para o bairro Caramujo. O CTR representa um passo decisivo para o encerramento das atividades que aconteciam no Morro do Céu. Estamos realizando a recuperação ambiental desta área e esta obra traz o melhor da tecnologia de engenharia ambiental”, afirmou.

Neves disse, ainda, que no próximo mês se reunirá com lideranças comunitárias da região para discutir os projetos que serão criados para a área do entorno do Morro do Céu.

“Nossa ideia é criar uma área de convivência e lazer, com praça, replantio de árvores e quadras esportivas. Mas para isso, queremos ouvir os moradores e discutir com eles quais serão as melhores alternativas. Queremos colocar estas ações em prática em 2018”, enfatizou o prefeito.

Atualmente, a célula emergencial do Morro do Céu recebe apenas resíduos provenientes de poda de árvores e varrição das ruas da cidade. Resíduos domiciliares são destinados ao CTR de Anaia, em São Gonçalo. Os resíduos de saúde são destinados ao CTR de Itaboraí, e os de construção civil vão para aterros licenciados. Todo o material reciclável é doado para cooperativas de catadores. A célula do Morro do Céu conta, ainda, com monitoramento da qualidade das águas, do ar, geotécnico e ambiental.

Fotos: Luciana Carneiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *