Academia se une a famílias na luta contra a obesidade infantil

Os dados da obesidade infantil divulgados recentemente são assustadores. De acordo com um estudo da Federação Mundial de Obesidade, o número de crianças e adolescentes entre 05 e 17 anos que estão acima do peso deve chegar a 268 milhões em menos de uma década – atualmente, calcula-se que esteja em 220 milhões no mundo.  Desses, 91 milhões devem se tornar obesos. E o estudo vai além: terão 28 milhões com hipertensão, 39 milhões com gordura no fígado e 4 milhões com diabete tipo 2. Em termos de Brasil, estima-se 11,3 milhões de crianças obesas em 2025.
 
Os dados acima comprovam que é preciso atuar na mudança da alimentação e na rotina de exercícios dos pequenos. E mais que isso: é preciso mudar os hábitos de todos em casa – pais, irmãos etc – para que se consiga resultados realmente por longo tempo.
 
E não são apenas as famílias que estão preocupadas com o futuro da saúde das crianças. Escolas, clubes e academias estão unindo forças para mudar essa realidade. “Uma academia não é um local apenas para malhar e conseguir formas definidas. É, principalmente, um local que visa criar um hábito de vida saudável, que inclui, também, as atividades físicas. Criamos no início de junho um projeto na Tio Sam que foi pensado visando a família dos funcionários. Fizemos uma parceria com a Clínica Seacor, em Niterói, para desenvolver o Projeto Vida Saudável, voltado para a saúde, qualidade de vida e hábitos saudáveis dos colaboradores da Tio Sam Camboinhas e da clínica. O objetivo é que esses funcionários tivessem melhores hábitos para eles e levassem essas mudanças para todos em sua casa, especialmente as crianças. Todos percebemos como o alcance a alimentos sem nenhum valor nutricional, como biscoitinhos e sucos de caixinha com muito açúcar e conservantes, é fácil atualmente. Ninguém faz mais suco em casa ou uma comida fresca. Estamos na era da bebida em pó e comida congelada. É preciso mudar isso já, ou teremos no futuro uma população mundial doente”, comenta Camila Cavalcanti, coordenadora do Movimento do Otimismo, parceiro da Tio Sam Camboinhas na ação. 
 
O programa começou em junho e vai até dezembro – durante 6 meses de atividades, 30 funcionários foram incentivados a mudar os hábitos alimentares e fazer atividades físicas regularmente. O objetivo é que, ao final desses seis meses, com essa nova rotina, que inclui participar de provas esportivas, atividades físicas e reeducação alimentar, essas pessoas tenham um enorme ganho de qualidade de vida e bem-estar, o que reflete em todos os campos da vida, sejam pessoais ou profissionais.
 
O programa de treinamento de cada colaborador também contará com acompanhamento periódico, testes de mensuração e avaliação de parâmetros fisiológicos. “Com a iniciativa, promovemos uma nova cultura de bem-estar para profissionais que buscam a melhoria da qualidade de vida e um cotidiano muito mais feliz e saudável para eles e para toda a família.”, explica Camila. “O objetivo agora é levar esse programa para os nossos alunos adultos, para que repliquem essas práticas entre os seus filhos, especialmente. Afinal, nossos filhos são um espelho de nossas escolhas. Se tivermos hábitos ruins, provavelmente vão seguir o mesmo caminho. Posteriormente, a ideia é criar um programa especial já direcionado para os pequenos”, conclui.
 
Durante 6 meses, 30 colaboradores participaram das atividades, perderam peso e participaram de um programa de treinamento físico e coaching. Agora, o programa está em fase final e a Tio Sam está organizando um coquetel de premiação para os 3 melhores colaboradores, que será realizado dia 1 de dezembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *