Dia Mundial da Saúde Mental levanta iniciativa social em Niterói

Preocupação com saúde mental reúne pacientes e profissionais para dialogar sobre o tema

Com ansiedade generalizada, síndrome do pânico e depressão, Carolina Maciel resolveu montar um blog para compartilhar experiências com quem sofre dos mesmos transtornos mentais. Rapidamente o Instablog, que se chama Essa Nossa Ansiedade, teve muitos acessos, a rede social cresceu e os seguidores identificaram o blog como um espaço de acolhimento e surgiu a necessidade da criação de um coletivo, que leva o nome de Virgínia Bicudo – primeira psicanalista negra, não-médica, psicóloga e socióloga do Brasil.
O Coletivo Virgínia Bicudo, grupo de apoio não-terapêutico, foi formado por participantes do blog (colaboradores), parte paciente, parte profissionais das áreas de saúde e psicologia. A primeira reunião do grupo acontecerá no dia 04/11 às 10h, no Centro Cultural Paschoal Carlos Magno (Campo de São Bento), em Icaraí. O encontro é popular, democrático e aberto a todos que se interessam pelo tema.
Dia Mundial da Saúde Mental
Nesta terça-feira (10/10) comemora-se o Dia Mundial da Saúde Mental, no entanto, há um longo caminho para percorrer no que se refere a humanização e acolhimento dos portadores de transtornos mentais. Por reconhecer e vivenciar essa deficiência social, Carolina entregou um manifesto escrito por ela e intitulado “Manifesto contra os Abusos Psicossociais às Pessoas com Transtornos Mentais” à vereadora, Talíria Petrone (PSOL).
Entre outras reivindicações destacam-se: criação do Dia da Conscientização sobre as Pessoas com Transtornos Mentais (PcTM) – estilo Ação Global; realização de campanha de conscientização social durante o mês de outubro nos principais espaços públicos da cidade através de debates, palestras, apresentação de filmes, materiais informativos e realização de campanha periódica de desmistificação social contra o preconceito em relação aos hospitais psiquiátricos, sobretudo, o Hospital Psiquiátrico de Jurujuba.
A última iniciativa em favor dos portadores de transtornos mentais foi em 2001 no governo do ex-Presidente, Fernando Henrique Cardoso, que aprovou a Lei 10.2016/2001, que dispõe sobre a proteção e os direitos  das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental, conhecida popularmente como  “lei antimanicomial”.
No mais, nenhuma ação de humanização, sensibilização e acolhimento foram realizadas por órgãos governamentais, como também não realizou-se campanhas de conscientização social. Esta é a proposta do Coletivo tratar o assunto à luz da cidadania, com participação popular e trocas multidisciplinares.
SERVIÇO
Coletivo Virgínia Bicudo
Local: Centro Cultural Paschoal Carlos Magno (dentro do Campo de São Bento)
Data e horário: 04 e 25/11 às 10h
Entrada: gratuita

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *