Niterói celebra a “Queda da Bastilha” com gastronomia, música e cinema

Um pedacinho da França em Niterói. A cidade recebeu neste sábado (15/7) a “Festa da Bastilha – Vive la France”, no Complexo do Reserva Cultural, em São Domingos. O evento, realizado pelo Reserva Cultural, em parceria com a Prefeitura de Niterói e com o Consulado da França no Rio de Janeiro, contou com shows, gastronomia francesa e, neste domingo, (16/7) continua apenas com a exibição de filmes inéditos. Acompanhado do cônsul-geral da França no Rio de Janeiro, Brice Roquefeuil, o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, participou do evento. O objetivo desta festa é criar uma data comemorativa para o cinema francês no País, além de realizar uma troca cultural entre França e Brasil.

20170715174538_IMG_9611

“Desenvolvemos diversos projetos culturais com o consulado e também conseguimos atrair investimentos e projetos de desenvolvimento econômico da França. A Prefeitura de Niterói tem hoje uma cooperação muito bem encaminhada com a agência francesa de desenvolvimento. Os niteroienses gostam de atividades que façam a diferença, e ter um evento como este, marcante na história da humanidade porque celebra a busca da igualdade e da liberdade, que são valores tão importantes, festejado aqui é uma honra para a cidade, que celebra mais uma vez este forte laço”, disse o prefeito, ressaltando que a cidade já sediou encontros com Portugal, Espanha e Japão, e que pretende promover, em 2019, o Encontro com a França.

O cônsul-geral da França no Rio de Janeiro, Brice Roquefeuil, afirmou que celebrar a “Queda da Bastilha”, fato histórico considerado o marco inicial da Revolução Francesa (em 14 de julho de 1789) na cidade está sendo uma ótima oportunidade para reunir as famílias e os amantes da cultura e da gastronomia francesa. “As pessoas estão podendo celebrar a amizade franco-brasileira com um pouco de acordeão, de samba e uma boa programação cinematográfica com filmes franceses inéditos”, ressaltou.

20170715182457_IMG_9841

Rodrigo Neves lembrou, ainda, que em agosto completa um ano que foi inaugurado o Reserva Cultural. “Esse espaço ficou muito tempo fechado e através de uma Parceria Público Privada, temos hoje um complexo cultural como este, que já faz parte da vida das pessoas de Niterói”, enfatizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline