CIDADE: Parque das Águas, no Centro, será entregue à população de Niterói no final do primeiro semestre

anuncie

anuncie

CIDADE – Em visita às obras do Parque Municipal Eduardo Travassos, conhecido como Parque das Águas, nesta quinta-feira (12.01), o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, anunciou que no final do primeiro semestre Niterói ganhará mais um espaço público requalificado. Neves destacou que a revitalização de espaços públicos tem sido implementada desde que assumiu a prefeitura, e citou como exemplos o Skatepark de São Francisco, o Campo de São Bento, o Parque Municipal do Horto do Fonseca e o Horto de Itaipu.

pqdasaguas02 pqdasaguas03 pqdasaguas04 pqdasaguas05 pqdasaguas06

Neves visitou o local acompanhado do secretário Executivo, Axel Grael, do secretário de Obras, Vítor Júnior, e de engenheiros da prefeitura que estão coordenando o projeto. O prefeito recebeu informações detalhadas sobre a execução da fundação do elevador de acesso ao parque, que já foi iniciada, e também sobre as obras no entorno do parque.

“Esse lugar é privilegiado porque fica no coração da cidade, no Centro, e é um espaço desconhecido para a imensa maioria dos niteroienses. Além da requalificação, nós estamos implantando o que é mais importante para possibilitar o conhecimento dessa área, que é a acessibilidade. Teremos um elevador que vai permitir que idosos e pessoas com deficiência possam acessar o Parque da Águas, que é um local de importância histórica para Niterói porque o primeiro reservatório do centro da cidade, que funciona até hoje, está situado nesse espaço”, disse o prefeito.

Rodrigo Neves destacou ainda a requalificação do entorno do Parque das Águas. ”Estamos requalificando todo o entorno, valorizando essa região. Além disso teremos um programa de educação ambiental no parque, para transmitir às atuais e futuras gerações a importância da preservação dos rios, inclusive no meio urbano. Esse espaço junta entretenimento, cultura, educação ambiental e meio ambiente. As obras estão seguindo o planejamento e, no final primeiro semestre, Niterói, que já ganhou recentemente a Ilha da Boa Viagem, o Reserva cultural e tantos outros espaços de convivência, vai receber mais um parque público completamente requalificado”, afirmou Neves.

 

O Parque das Águas

O parque ocupa 32 mil metros quadrados do Morro da Detenção. A área é tombada pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac). Além de abrigar uma das últimas áreas verdes numa das regiões mais densas da cidade, o Parque das Águas também protege um dos mais interessantes patrimônios históricos de Niterói, que é o sistema construído no século XIX para o abastecimento de água para a cidade e que, ainda hoje, distribui água para alguns bairros.

A Prefeitura de Niterói incluiu o parque entre as prioridades para os investimentos do Projeto de Desenvolvimento Urbano e Inclusão Social de Niterói (PRODUIS), com recursos financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O investimento é de R$ 7,8 milhões.

As intervenções em andamento incluem a construção de um elevador de acesso para a população em geral, com atenção para cadeirantes e portadores de necessidades especiais, criação de um espaço de lazer e de convívio e reforma de um auditório. O parque também será um local de treinamento para a Defesa Civil e os voluntários dos Núcleos de Defesa Civil nas Comunidades (Nudecs).

Também estão previstas a recuperação da área verde, restauração dos jardins, caminhos, trilhas e melhoria da drenagem; além do planejamento do programa de educação ambiental, que terá como tema a água. Dentre os objetivos da revitalização, destaca-se ainda a realização de eventos culturais, como shows.

A praça que fica em frente à área de lazer também está sendo revitalizada. Uma casa localizada no mesmo local será transformada no Centro de Visitantes do Parque das Águas.

O secretário Executivo, Axel Grael, destacou que a revitalização do Parque das Águas transformará a área em mais um atrativo turístico e de lazer para a população que mora e trabalha no Centro.

“A população passará a contar com uma área de relevante importância histórica, ambiental e cultural para Niterói. É uma área nobre da cidade, que estava esquecida, e que está sendo preparada para ser entregue novamente aos moradores do bairro e de toda a cidade”, disse Grael.

Já Eurico Toledo, secretário municipal de Meio Ambiente, Sustentabilidade e Recursos Hídricos, destacou o caráter multidisciplinar do espaço. “O parque é mais um espaço que pertence ao Parnit (Parque Natural Municipal de Niterói), no qual teremos pautas da sustentabilidade, resiliência, educação ambiental e cultural agregadas ao valor que esse equipamento vai oferecer à sociedade de Niterói”, afirmou o secretário.

Fotos: Luciana Carneiro

anuncie

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline