CIDADE: Locais de apoio aos empreendedores receberam visita de comitê de Minas Gerais

anuncie

anuncie

CIDADE – A Delegacia Regional da Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro (Jucerja), uma parceria da Prefeitura de Niterói com a Jucerja e o Shopping Bay Market, recebeu a visita de uma comissão da Junta Comercial de Minas Gerais, que veio conhecer o trabalho desenvolvido no local. Os representantes também conheceram a Casa do Empreendedor, projeto da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do município em parceria com o Sebrae.

jucerja001

“Este trabalho da Prefeitura de Niterói em parceria com outras entidades é um case de sucesso no Estado, que está se projetando a nível nacional. Estamos criando melhores condições para os empreendedores, incentivando a abertura de novas empresas e a formalização, tudo com a diminuição de gastos e de burocracia para o empresário, o que alavanca o desenvolvimento do município. Além desta equipe de Minas Gerais, outras já vieram conhecer nosso trabalho e sempre ficamos felizes de compartilhar nossa experiência”, destacou o assessor da presidência da Jucerja, Delmir Custódio.

A Delegacia Regional da Jucerja permite que o empreendedor faça o registro empresarial na Junta sem precisar se deslocar ao Rio. Niterói também está integrada ao Regin, um sistema informatizado que desburocratiza o processo de abertura e alteração de empresas.

Já na Casa do Empreendedor, as secretarias de Desenvolvimento, Urbanismo e Fazenda, além do Sebrae, prestam todo o apoio aos empreendedores, com concessão de alvará e a autorização para emissão de Nota Fiscal (que é o último passo da formalização).

“Nosso objetivo é conhecer a Junta Comercial do Rio e as experiências com as prefeituras, para aprimorar nosso modelo em Minas. Gostamos muito, a unidade funciona bem, oferece um ambiente agradável e bom atendimento. Falamos sobre a integração com a prefeitura, que é muito importante. Também viemos conhecer o modelo da Casa do Empreendedor, já que temos um projeto semelhante em Minas, mas este espaço do Município é o que a gente tenta fomentar. A Casa permite um acolhimento, um atendimento muito mais próximo, principalmente para os micro e pequenos empreendedores, que são os que têm mais dificuldade no acesso às informações”, elogiou o coordenador do comitê gestor da RedeSim de Minas Gerais e representante da Jucemg, Henrique Petrocchi.

anuncie

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *