CULTURA: É hoje, Chico Batera em “73 carnavais” no Teatro Municipal

CULTURA – Carioca de Madureira, mas radicado em Niterói há 30 anos, Chico Batera sobe ao palco do Teatro Municipal de Niterói, quarta-feira, 20 de abril de 2016, às 19h, para o show “73 carnavais”. Nesta festa/show de aniversário, o público verá um resumo da trajetória do talentoso baterista e percussionista, nos formatos Chico Batera Trio e Orquestra Suburbana, além da participação da tribo dos batuqueiros. Os ingressos custam R$ 20 reais (inteira).

O show contará com a participação luxuosa de Wilson das Neves.

O Chico Batera Trio é formado por ele, Marcos Nimrichter (teclados) e Jeff Lescowich (baixo). Já a Orquestra Suburbana contará com a participação dos músicos Dudu Oliveira (sax e flauta), Fabiano Segalote (trombone), João Castilho (guitarra), Jeff Lescowich (baixo) e Felipe Tauil (percussão), além das participações especiais das cantoras Cacala Carvalho e Thais Motta.

Chico trará no repertório “Noites Cariocas”, de Jacob do Bandolim, “Slow Motion Bossa Nova” de Celso Fonseca e Ronaldo Bastos, “Fotografia” de Tom Jobim, dentre outras. Esta é a receita do prato. Não vamos deixar esfriar! Venha assistir a esse show que é diversão garantida!

Foto de Marisa Porto. CHICO BATERA
Foto de Marisa Porto. CHICO BATERA

Antes de iniciar a carreira profissional aos 17 anos, tomou contato com a percussão na Escola de Samba Império Serrano. Tempos depois, a partir de 1960, se apresentava como baterista no Beco das Garrafas, acompanhando artistas como Johnny Alf e Sergio Mendes, com quem viajou pela primeira vez para os Estados Unidos.

Durante o período que passou em Los Angeles, conviveu com o jazz e a música latina, investindo cada vez mais na percussão, tocando instrumentos como frigideira, tamanco, tímpano, sinos chineses, chaves, badalos, triângulo, queixada, caxixi e vibrafone. Nos EUA, gravou com grandes nomes da música como Frank Sinatra, Gerald Wilson, Ella Fitzgerald, Tom Jobim, Joni Mitchell e Quincy Jones, e participou de trilhas sonoras de filmes hollywoodianos com Michel Legrand e Dave Grusin.

Na década de 70 gravou com João Gilberto no México e foi integrante da banda de Cat Stevens. De volta ao Brasil, foi o percussionista que mais gravou no país. Dentre os artistas que acompanhou estão Elis Regina, Martinho da Vila, Gal Costa, Simone, Djavan, João Bosco e Fagner.

Chico Batera tem sete discos gravados. O último, cujo título é Lume, foi gravado em 2006 e contou com a participação de Chico Buarque, com quem toca desde 1978, na música “Iracema Voou”.

Além de músico, é organizador da Oficina Brasileira de Percussão, que trabalha com crianças e adolescentes do Complexo da Maré, com o intuito de mostrar os rudimentos da técnica e da teoria musical, além da prática de novas e bem sucedidas metodologias.

Serviço

Chico Batera em “73 carnavais”
Data: Quarta-feira, 20 de abril de 2016
Horário: 19h
Ingresso: R$ 20 – Compre no ingressorapido.com
Classificação etária: 10 anos
Duração: 80 minutos

Teatro Municipal de Niterói
Rua XV de novembro, 35 – Centro, Niterói
Tel: (21) 2621-5050

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *