Guilherme Boulos desabafa sobre a morte da menina Ana Clara: “Até quando essa barbárie policial será rotina no Brasil?” - Niterói

Guilherme Boulos desabafa sobre a morte da menina Ana Clara: “Até quando essa barbárie policial será rotina no Brasil?”

Siga o Instagram que mais cresce em Niterói! Link: @cidadedeniteroi

A menina Ana Clara Machado, de 5 anos, morreu na manhã de terça-feira (2) após ser atingida por uma bala perdida enquanto brincava no portão de casa no bairro de Pendotiba. A menina chegou a ser levada para o Hospital Estadual Azevedo Lima, no Fonseca, mas não resistiu aos ferimentos.

O cabo da PM suspeito de ter feito o disparo que matou a menina Ana Clara, teve a prisão preventiva decretada pela Justiça, a pedido do Ministério Público. “Ele não confessou o disparo, mas a declaração dele é contraditória. O relato das demais testemunhas e a perícia técnica mostram isso”, declarou o delegado Bruno Cleuder, titular da especializada e responsável pelo caso. O policial havia sido preso em flagrante por homicídio com dolo eventual, quando se assume o risco de matar.

Cartazes exibidos pouco antes do enterro de Ana Clara – Foto: Henrique Coelho/G1 / Agência O Globo

Familiares de Ana Clara Gomes Machado afirmam que a menina foi baleada quando policiais entraram atirando na comunidade Monan Pequeno. A corporação, no entanto, diz que os PMs estavam em patrulhamento e revidaram o ataque de criminosos. A DH fez a perícia no local e ouviu a versão de testemunhas que negaram a existência de confronto. As armas dos policiais foram apreendidas para a realização de confronto balístico com o projétil que atingiu a menina.

Guilherme Boulos (PSOL), desabafou sobre o caso no twitter, “Ana Clara Machado, 5 anos, brincava com o irmão na porta de casa, numa favela em Niterói. A polícia entrou na comunidade atirando. Ana Clara está morta. Nem consigo imaginar a dor da família. Até quando essa barbárie policial será rotina no Brasil?”

A ONG Rio de Paz também se pronunciou sobre o caso, “Ana Clara Machado, 5 anos, foi morta por bala perdida nesta terça-feira (2) quando brincava na porta de casa, no Monan Pequeno, Pendotiba, Niterói, Região Metropolitana do Rio. É a segunda criança morta esse ano por bala perdida no estado. #riodepaz #paremdematarnossascriancas”

Foto: Reprodução Twitter ONG RIO DE PAZ.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *