YOGA E A PANDEMIA – O CORPO – Por Jorge Carrano

VIDA DE YOGA

Entendemos o Yoga como uma prática que atua em todas as esferas do nosso ser – corpo, mente e espírito. São inúmeros os benefícios para o corpo e a mente, onde aprendemos a lidar com as emoções, mas há também um aspecto espiritual, de conexão com nossa própria natureza e com o Divino, em suas inúmeras formas e nomes.

Em tempos de pandemia, vale pensar como o Yoga pode nos ajudar em cada um desses aspectos. Comecemos pelo corpo, o aspecto mais “denso” do nosso ser segundo o Yoga. A prática alonga e tonifica músculos, trabalha nossas articulações e atua fortemente também no sistema respiratório, por meio dos prānāyāmas (os exercícios respiratórios do Yoga). Portanto, a prática fortalece o corpo em várias frentes, deixando-o mais resistente ao ataque do estresse, melhorando nosso metabolismo. Ao fazer isso, contribui para o fortalecimento do sistema imunológico. E um sistema imunológico fortalecido nos ajuda a não contrair ou reduzir os efeitos da atuação de vírus no organismo. De qualquer vírus.

A prática regular do Yoga também nos ajuda a dormir melhor. E a ciência já comprovou que dormir, pelo menos 6 horas por dia, assegura a produção das células que são a primeira frente de combate do nosso sistema imune. Além disso, não dormir causa perda de concentração, dá atenção e dá paciência!

Como estamos mais tempo em casa – muitos de nós em frente ao computador por 8 ou 10 horas – é natural que o corpo sinta os efeitos. Dores na região lombar, no pescoço, perda de massa muscular, dores de cabeça, vista cansada e outros sinais de que o corpo precisa se movimentar!

A boa notícia é que há dezenas de opções de aulas online de ginástica, pilates e também Yoga. Mas sempre vale o alerta de que essas atividades precisam ser conduzidas por professores experientes, principalmente no ambiente online, onde é mais difícil a observação do aluno pelo professor. E, ao aluno, cabe observar os limites do corpo. Claro que nada substitui a prática “ao vivo”, mas entre não fazer nada e fazer uma aula online, a escolha é fácil…

Por fim, vale reforçar que o Yoga não substitui os cuidados e recomendações das autoridades da saúde, como o distanciamento e o uso de máscara. Na próxima coluna, falaremos um pouco sobre a mente e como a pandemia está acelerando os processos de ansiedade e estresse.

Por Jorge Carrano

Jorge Carrano é publicitário e começou sua jornada como praticante de Yoga em 1993. Fez sua primeira formação no Studio Saraswati de Yoga e Vedānta, com os professores Leandro Castello Branco e Bruno Jones. Formado também pelo IEPY (Instituto de Estudos e Pesquisas em Yoga) com o professor Marcos Rojo (SP), e certificado pela Escola de Kaivalyadhama (Índia). Foi professor do Espaço Hermógenes de Niterói. É um dos fundadores e coordenadores do Dharma Bhūmi, um espaço dedicado ao Yoga, Meditação e Vedānta em Icaraí (Niterói). Ministra cursos, eventos e palestras, além de coordenar grupos de estudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *