Samba da Ouvidor no Teatro Municipal de Niterói

Dando continuidade às homenagens ao compositor Paulo César Pinheiro, o Teatro Municipal de Niterói, recebe no dia 10 de maio, às 20h, a tradicional roda “Samba da Ouvidor”, que liderada por Gabriel Cavalcante e com 11 anos de história, traz a resistência artística das ruas do antigo Centro carioca.
A roda é formada por jovens músicos de muito talento, que interpretam um repertório de sambas das décadas de 30 a 80 com uma linguagem e instrumentação inspirados nas antigas rodas de sambas no terreiro da escolas, sob o aval de frequentadores ilustres como Paulo Cesar Pinheiro, Hermínio Belo de Carvalho, Cristina Buarque, Moacyr Luz, Luciana Rabello, Maurício Carrilho, além de outras importantes figuras do Rio de Janeiro.
O que se vê no Samba da Ouvidor é, portanto, um belo diálogo entre o passado e o presente, trazendo a alegria e beleza dos antigos sambas para um público formado em sua maioria por jovens entre 20 e 30 anos. Seu repertório é composto por sambas menos conhecidos, de autores consagrados como Nelson Cavaquinho, Silas de Oliveira, Candeia, Monarco, Dona Ivone Lara, Cartola, além de muitos outros grandes sambistas ainda no anonimato como por exemplo Zé Ramos, Noel Rosa de Oliveira, Aniceto da Portela.
Conscientes de sua imensa responsabilidade, os jovens músicos que integram a roda procuram interpretar os sambas com a máxima fidelidade de instrumentação e linguagem dos antigos pagodes dos morros e subúrbios cariocas do início do século XX, valorizando instrumentos como tamborim, agogô, cuíca, reco reco de madeira, prato e faca.
Realizada quinzenalmente nas tardes de sábado, na esquina de Rua da Ouvidor com Rua do Mercado, Centro do Rio de Janeiro, o “Samba da Ouvidor” viu seu público crescer rapidamente e passou a ser um novo polo cultural na mesma região onde estão situados importantes espaços culturais como: Centro Cultural do Banco do Brasil, Centro Cultural dos Correios, Casa França Brasil, entre outros, hoje, movimentando mais de mil pessoas por roda realizada.
Gabriel Cavalcante
Aos 10 anos Gabriel Cavalcante tirou seus primeiros acordes no cavaquinho, instrumento que lhe acompanhar por toda sua trajetória musical. Aos 15, já profissional da música, Gabriel já acompanhava nomes importantes do cenário popular. Atualmente, aos 28 anos, é uma das referências de sua geração, sendo um dos pilares de pelo menos dois importantíssimos movimentos populares de samba na cidade do Rio de Janeiro: o “Samba do Trabalhador”, roda realizada às segundas-feiras criada em 2005 e comandada pelo cantor e compositor Moacyr Luz e “O Samba da Ouvidor”, idealizado pelo próprio Gabriel.
Com voz grave e potente, Gabriel Cavalcante, ou Gabriel da Muda, foi, durante 7 anos, puxador do famoso bloco “Nem Muda, Nem Sai de Cima” fundado pelo poeta e letrista Aldir Blanc e pelo Moacyr Luz na Tijuca, bairro onde nasceu e se criou. Em 2013, acompanhado de Moacyr Luz, fez uma turnê pela França, passando por Lyon, Grenoble e Paris. Ainda em 2013 e 2014, organizou uma homenagem a Paulo Cesar Pinheiro, um dos maiores compositores da história da Música Brasileira. O show contou com a participação do próprio homenageado.
SERVIÇO
Data: 10 de maio, sexta-feira
Horário: 20 horas
Duração: 60 min
Classificação indicativa: Livre
Ingresso: R$ 30,00
Local: Teatro Municipal de Niterói
Endereço: Rua Quinze de Novembro, 35, Centro – Niterói, RJ
Telefone: 2620-1624

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *