Guarda Ambiental resgata bicho-preguiça em caixa d’água em Pendotiba

Integrantes da Coordenadoria Ambiental da Guarda Municipal de Niterói resgataram, no final da tarde do último domingo (14), um bicho-preguiça que havia se escondido dentro de uma caixa d’água em uma residência no bairro de Pendotiba. A casa fica próxima a uma região de floresta.

Divulgação

O subinspetor Edson Jorge Martins, responsável pela Coordenadoria Ambiental da Guarda, conta que são resgatados animais silvestres como atobás, tartarugas, filhotes de gambás, corujas, porcos-espinhos, bichos-preguiça, tamanduás, capivaras, caranguejos e cobras. Ele atribui o aumento do número de resgates ao maior conhecimento, por parte da população, do trabalho da patrulha ambiental.

“Se o cidadão se deparar com um animal silvestre ferido, fora do seu habitat ou em local inapropriado, ele deve se afastar lentamente e ligar para o Cisp pelo número 153 como fez essa família que avisou sobre a preguiça. Se o animal se sentir acuado ou ameaçado ele pode atacar, se machucar e machucar a pessoa. A patrulha ambiental irá ao local para fazer o resgate”, orienta, acrescentando que a preguiça foi reintegrada ao seu habitat natural, no Parque da Cidade, na Zona Sul da cidade.

A maioria dos animais, após a contenção e captura, é reintegrada a unidade de conservação mais próxima do local de resgate, após avaliadas as condições físicas. Os que apresentam algum tipo de debilidade são encaminhados para instituições como o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (Crase), que fica em Vargem Pequena, na Zona Oeste do Rio; o Centro de Atendimento de Animais Marinhos; Centro de Triagens de Animais Silvestres (Cetas), em Seropédica; ou Instituto Vital Brazil quando é o caso de cobra venenosa. Animais como os caranguejos apreendidos em época de defeso são levados para a Área de Proteção Ambiental (APA) de Guapimirim.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *