Deputados de Niterói tomam posse em Brasília

Durou pouco mais de uma hora a cerimônia de posse dos deputados federais eleitos e reeleitos em sessão solene, na manhã de hoje (1º) no Plenário Ulysses Guimarães da Câmara. Ainda nesta sexta-feira, os deputados da nova legislatura vão escolher a nova composição da Mesa Diretora. Além da presidência, estão em disputa a primeira e segunda vice-presidência das duas Casas, quatro secretarias e as respectivas quatro suplências.

Dos 513 deputados, 512 compareceram e fizeram o juramento: “Prometo manter, defender e cumprir a Constituição, observar as leis, promover o bem geral do povo brasileiro, sustentar a união, a integridade e a independência do Brasil”. Cada deputado disse “assim o prometo” ao responder à chamada nominal, por estado.

O deputado Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG), que assumiu o cargo de ministro do Turismo, foi o único que não compareceu. Ele tem 30 dias para tomar posse, prazo prorrogável por mais 30 dias. Para que seja convocado o suplente, o ministro precisa tomar posse.

Na abertura dos trabalhos, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), informou a renúncia do deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), que se disse ameaçado e saiu do país. David Miranda (PSOL-RJ) assumiu o lugar dele. Maia também comunicou o falecimento do deputado eleito Wagner Montes (PRB-RJ) após as eleições. A vaga ficou com o suplente Jorge Braz de Oliveira (PRB-RJ).

Niterói

A cidade de Niterói será representada na Câmara Federal pelos deputados eleitos pela primeira vez, Carlos Jordy (PSL), que obteve a marca expressiva de 204.048 votos, se tornando o deputado federal mais votado da história de Niterói, Talíria Petrone (PSOL) que obteve a marca de 107.317 votos, e Felício Laterça (PSL) com 47.065 votos. Chico D’ângelo (PDT) com 26.417 votos e Soraya Santos (PR) com 48.328 votos foram reeleitos.

Hoje, em sua conta no twitter o “Filhote de Bolsonaro” como é conhecido em todo o Brasil, Carlos Jordy, declarou. “Hoje é o grande dia. Esperei muito por esse momento. De vereador de 2388 votos, fui eleito deputado federal c/ 204.048 votos. E é chegada a hora de finalmente ser empossado. Prometo combatividade, determinação, disciplina e garra p/ lutar pelo Brasil.”

Jordy fez uma live após a cerimônia de posse, assista:

Finalmente empossado. Agora é oficial: Carlos Jordy é Deputado Federal. Vamos fazer o Brasil avançar. #CarlosJordyDeputadoFederal

Publicado por Carlos Jordy em Sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

 

Talíria Petrone publicou a pouco em sua conta no twitter. “Agora estou – estamos – oficialmente deputada federal. Esse Congresso tem sido tão pouco nosso, né? Se os tempos são difíceis, é com muita alegria que agora vamos construir mais essa trincheira pra tanta gente que resiste. Liberdade é não ter medo!”

Sete deputados vão concorrer à presidência da Câmara

Sete deputados registraram candidaturas para a presidência da Câmara. Rodrigo Maia (DEM-RJ), que concorre à reeleição, Fábio Ramalho (MDB-MG), 1º vice-presidente na legislatura passada; JHC (PSB-AL), que ocupou a 3ª secretaria da Mesa Diretora na legislatura que se encerrou; General Peternelli (PSL-SP); Ricardo Barros (PP-PR); Marcelo Freixo (PSOL-RJ) e Marcel van Hattem (Novo-RS) vão disputar os votos dos deputados empossados hoje (1º).

Além da presidência, estão em disputa a primeira e segunda vice-presidência das Casas, quatro secretarias e as respectivas quatro suplências.

A eleição está prevista para começar às 18h. Segundo o Regimento Interno, a sessão é presidida pelo parlamentar mais velho entre os que têm mais mandatos. O deputado Gonzaga Patriota (PSB-PE) é quem vai conduzir os trabalhos.

Para eleição da presidência da Câmara em primeiro turno é necessária maioria absoluta – o correspondente aos votos de 257 deputados. Se ninguém atingir esse número, há um segundo turno com os dois mais votados. A eleição dos demais integrantes da mesa só ocorre após o presidente ser eleito.

Demais cargos

Para 1º vice-presidente, concorrem Marcos Pereira (PRB–SP) e Hercílio Coelho Diniz (MDB-MG), para 2º vice-presidente, Luciano Bivar (PSL–PE) e Charlles Evangelista (PSL-MG). Para o cargo de 1º secretário, estão na disputa Giacobo (PR-PR) e Soraya Santos (PR-RJ). Mário Heringer (PDT-MG) é candidato a 2º secretário, Fábio Faria (PSD-RN) a 3º secretário e André Fufuca (PP-MA) a 4º secretário.

Para suplentes de secretários registraram candidatura Rafael Motta (PSB-RN), Isnaldo Bulhões Jr (MDB-AL), Geovania de Sá (PSDB-SC) e Assis Carvalho (PT-PI).

Redação / Com Ebc

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *