Lei Seca inicia operação marítima neste sábado

A Operação Lei Seca inicia, neste sábado (19), a Operação Marítima. A ação inédita é resultado de parceria com a Capitania dos Portos do Rio de Janeiro e visa atuar na prevenção de acidentes marítimos em decorrência da mistura de bebida e direção.

Durante a Operação, agentes de educação da Lei Seca vão atuar com a equipe de inspeção naval dentro de lanchas, percorrendo áreas marítimas com grande fluxo de embarcações devido as férias do verão. Na ocasião serão distribuídos material educativo e de conscientização para os condutores das embarcações, a tripulação e passageiros. As autuações, em caso de imprudência, são emitidas pela Capitania dos Portos.

Além da atuação no mar, os agentes de educação (cadeirantes) da Operação vão atuar nas áreas de embarque e desembarque das marinas em todo o Estado do Rio de Janeiro para reforçar a mensagem da Operação Lei Seca “Nunca dirija depois de beber.”

A Operação Marítima vai acontecer periodicamente em todo o Estado do Rio de Janeiro e contará com o apoio das demais operações da Secretaria de Governo, – participam a Bomba Limpa da Barreira Fiscal e a Segurança Presente.

Para o secretário de Governo, Gutemberg Fonseca, essa integração é fundamental para o sucesso da Operação. “A atuação de todos os programas da Secretaria de Governo atende aquilo que a população pede, uma sociedade segura. A Operação Marítima é mais que uma ação de segurança, ela é social e preventiva.” explicou o secretário.

Para o capitão de Corveta Lisboa, Encarregado da Divisão de Inspeção Naval e Vistoria da Capitania dos Portos do Rio de Janeiro, esta parceria com a Lei Seca é muito bem-vinda. “Nossa missão é conscientizar a comunidade marítima e a Lei Seca ao nosso lado dará um respaldo excelente ao trabalho. Nossa prioridade é salvaguardar a vida humana no mar e a segurança da navegação.” explicou o capitão.

Segundo levantamento da Capitania dos Portos, de dezembro de 2017 a março de 2018, foram registrados oito acidentes com embarcações no Estado do Rio de Janeiro. Destes, a grande maioria envolvendo lanchas, motos aquáticas e botes.

Foto: Divulgação / Imagem meramente ilustrativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *